31/01/2014

praxes


as "praxes" (que não o são) da praia do meco só vem provar uma coisa:

o jornalismo da TVI é uma vergonha e não tem credibilidade nenhuma!

as praxes são optimas e não são nada do que falam!

19 comentários:

Olívia M. disse...

A TVI quer é audiências!

Carolina disse...

O documentário que eles fizeram do Meco foi talvez a cena mais ridícula que já vi desde sempre!

Becas disse...

oh mais uma pessoa que tem a mesma opinião que eu

Ana D. disse...

Aquilo que aconteceu na praia do Meco nem se quer pode ser apelidado de praxe, aquilo não é praxe.

Essas investigações da tvi deviam servir para se descobrir a verdade e não para incriminar as praxes.

Kika Lover disse...

Ha praxes e praxes, a verdade é que a TVI quis provar o que acontece em diversas faculdade do país, nao concordo quando dizem que foi mau jornalismo quando eles foram à procura de cada detalhe, têm provas de praxes violentas e praxes que são consideradas crimes! Eu fui praxada e aguentei até ao fim, mas hoje não praxo porque o que exigem de mim é que mande os caloiros olhar para o chão e estarem horas a fio sem falar e quando falam é so para humilhar. Fui caloira e passei por situações que considero bullying, por isso, em parte achei genial o que a TVI fez para abrir os olhos aos praxistas, que abusam e muito.

-OneDay disse...

As pessoas gostam muito de generalizar

Wendy disse...

Como é óbvio aquilo que se passou no Meco foi um caso de excessos e de rituais que vão muito para além da praxe, mas a verdade é que existem diferentes realidades de praxe e cada pessoa tem a sua própria experiência. Eu já fui caloira e não presenciei faltas de respeito na minha praxe, mas a verdade é que existem e pude vê-lo noutras praxes (ainda que nada do outro mundo). Estou de acordo quanto ao facto de a análise da TVI ao caso não esteja a ser feita da melhor forma, demasiado sensacionalista e muito ligada ao conceito de praxe na generalidade, mas há evidências que acabam por ter pertinência e que chamam a atenção para o abuso que algumas pessoas têm em situações de "hierarquia" sejam elas em praxe, ou noutros rituais. Ignorar a situação é que também não é solução, de certeza ;)

C. disse...

é típico da televisão portuguesa!

Indigo disse...

Exactamente!! Adorei ser praxada. Muito mais do que praxar.

Mara disse...

concordo!

Green disse...

Tal e qual!!

Sarah disse...

Concordo plenamente contigo!

Marisa Costa disse...

As praxes têm coisas boas quando não passam dos limites, como tudo na vida :)

Filipa disse...

Concordo completamente contigo.

Kiara disse...

Concordo com o que já disseram em cima... para mim, praxe serve para integrar, e em muitos casos os "doutores" aproveitam para humilhar e intimidar os caloiros (do que eu já vi, claro que não é em todo o lado!). Hoje soube que na minha universidade, a "Papa" (membro mais alto da hierarquia) já fez circular a informação de que os caloiros estão proibidos de olhar para o chão e de fazer flexões... achei uma atitude muito boa, sinceramente!

Kyle Phillipe disse...

tal como há bom jornalismo na TVI.
Em tudo existe um lado bom e mau.

Xana disse...

Completamente de acordo

Liliana disse...

Estamos de acordo!

Sara Daniela disse...

Não nos podemos acreditar em tudo o que passa na televisão portuguesa. Acho que não foi só a tvi a exagerar.